sábado, 30 de setembro de 2017

Praia de Juquehy: limpa e tranquila

Em novembro, Juquehy é assim....calma, limpa e com poucas pessoas! Tínhamos a praia para nós, praticamente. Ficamos hospedados na Pousada do Almirante e todos os dias pela manhã são colocadas cadeiras e guarda-sóis da Pousada na praia para os hóspedes utilizarem.


quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Juquehy, uma praia-charme no litoral norte de São Paulo

Em novembro de 2016, fomos à Juquehy. É uma praia localizada no município de São Sebastião, no litoral norte do Estado de São Paulo. Uma praia tranquila, familiar e não é lotada. A "cidade" é pequena, mas tem 2 mini shoppings e 2 supermercados.


domingo, 10 de setembro de 2017

Em Campos do Jordão: Igreja de São Benedito, Museu da Xilogravura e Restaurante (maravilhoso) Arte da Pizza

No último dia em Campos, fomos agradecer pela ótima estadia (sempre vamos em alguma Igreja) e ir em lugares que ainda não tínhamos estado. Primeiro, dar aquela passeada no centrinho e sem destino.


Lugares para ir em Campos do Jordão

Saímos do Horto Florestal e fomos ao Borboletário. Mas como lemos algumas avaliações no Trip Advisor, o dia estava nublado e as borboletas só saem com o sol, então resolvemos não entrar. Mas tiramos algumas fotos da entrada.


Visitando o Horto Florestal de Campos do Jordão

No dia seguinte, fomos conhecer o Parque Estadual Campos do Jordão, mais conhecido como Horto Florestal.


quinta-feira, 6 de julho de 2017

Um dia em Aparecida

Quando estávamos em Campos do Jordão, reservamos um dia para visitar Aparecida. Fica a 1h30 de carro de Campos, relativamente perto! Fomos pela manhã e passamos o dia por lá.

Aparecida fica a 170 km da capital São Paulo, no Vale do Paraíba Paulista. A cidade é praticamente 100% relacionada ao Santuário de Aparecida. Tudo começou em 1717, quando pescadores encontraram uma imagem de Nossa Senhora às margens do Rio Paraíba do Sul. Vários milagres foram atribuídos à Nossa Senhora, e em 1745 foi construída uma capela, e ao redor dela a cidade se desenvolveu.


quinta-feira, 6 de abril de 2017

Parte 2: O que fazer em Brotas além dos esportes radicais?

Continuando a série de posts de Brotas (principalmente o que fazer em Brotas que não seja esportes radicais), no nosso último dia na cidade, fomos conhecer a Casa da Cachaça. É uma casa amarela que fica na esquina em frente à Praça da Igreja Matriz. É a típica casa do interior, com quitutes, bebidas, lembrancinhas, queijos, doces, café, conservas, compotas, cervejas, muita variedade mesmo!

quarta-feira, 5 de abril de 2017

O que fazer em Brotas sem ser esportes radicais dentro ou fora da água?

Aí você está planejando ir a Brotas, mas não é muito fã de rafting ou arvorismo, ou algum outro esporte radical. E pensa consigo mesmo.... O que eu vou fazer em Brotas? 

Bem, tem muita coisa para fazer em Brotas mesmo que não seja relacionado com esportes radicais ou algo do tipo! Eu já fiz rafting uma vez e adorei. Mas como nessa viagem estava frio, não pudemos aproveitar os esportes radicais na água.

Mas.... pesquisei no Trip Advisor e achei várias coisas legais pra se fazer em Brotas!

O primeiro lugar que fomos e adoramos foi o Anand Ateliê, que é uma galeria e ateliê de arte cerâmica em raku, da Gitika e do Zahiro. Raku é uma técnica de queima rápida de cerâmica originária do Japão no século XVI associada à cerimônia do chá. A queima é feita a mais de 1000 graus e em forno à gás. As peças são lindas e o preço também era acessível!

sexta-feira, 31 de março de 2017

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Brotas e os encantos da Pousada Frangipani

Deixamos Monte Verde e seguimos viagem para Brotas, no Estado de São Paulo. Brotas fica a cerca de 250 km de São Paulo Capital (3h30 de carro) e 170 km de Ribeirão Preto (2h de carro). Nós que moramos em Ribeirão Preto, e é relativamente perto, nunca tínhamos ido até lá. Como sempre gostamos de estar em lugares onde nunca estivemos antes, Brotas me veio logo à mente! Famosa por ser um destino para a prática de esportes radicais, sobretudo aquáticos, também é local de descanso e tranquilidade.


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Em Monte Verde: Restaurante Casa da Pizza e Lojinha Delícias da Vovó

À noite, fomos jantar uma pizza no restaurante Casa da Pizza, que é bem conhecido em Monte Verde. O ambiente é rústico e aconchegante, bem próprio para o friozinho que faz na cidade!

domingo, 12 de fevereiro de 2017

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

A Pousada Águia Dourada em Monte Verde

Ficamos na Pousada Águia Dourada em Monte Verde. Comecei buscando no Trip Advisor para ver as avaliações e a encontramos. Fica ao final da avenida Sol Nascente (ou início?), próxima ao centro turístico.

domingo, 29 de janeiro de 2017

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

A nossa trilha em Monte Verde

Monte Verde é o lugar ideal para fazer trilhas e, ainda, combinado com o clima frio! No segundo dia, eu e meu marido resolvemos fazer uma caminhada pela manhã, estava um dia lindo, ensolarado e a chuva do dia anterior tinha parado.

domingo, 8 de janeiro de 2017

Monte Verde: Um destino romântico em Minas Gerais

Em junho passado, eu e meu marido fomos passar alguns dias em Monte Verde, Minas Gerais. Para quem não conhece a história da cidade, tudo começou com um casal de imigrantes que veio da Letônia, em 1913. Como vieram de uma região fria, sempre estavam à procura de um local parecido com sua terra natal.

sábado, 7 de janeiro de 2017

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

A nossa "vinícola" em Montevidéu

O que ainda faltava na nossa viagem em Montevidéu era visitar uma vinícola. Mas pesquisamos em várias vinícolas e estava tudo muito caro (geralmente todas as visitas são pagas). Daí, procurando no Trip Advisor, encontramos uma loja no centro da cidade velha, que oferece 3 pacotes de degustação e era exatamente o que a gente estava procurando!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Em Montevidéu: Museo Andes 1972

No nosso último dia em Montevidéu, um sábado, fomos conhecer o Museo Andes 1972. Muita gente conhece a famosa história do avião que caiu na Cordilheira dos Andes, causando a morte de 29 pessoas e a incrível sobrevivência de 16 após 72 dias isolados nas montanhas de neve.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...